Entre Anjos e Demônios

Forum gratis : Fórum destinado ao sistema de RPG storyteller Demônio a Queda para jogos Play By Fórum. Narradores e Jogadores ativos. Sistema de Exp e evolução de Personagem. Seja um Anjo ou um Demônio em uma busca pela decisão do Juizo Final.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
avatar
Vinah
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 29/04/2017

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Seg Ago 07, 2017 5:14 pm

As palavras de Kamuriel eram despejadas no ambiente com violência, relembrando os antigos combates onde tudo era resolvido na base da argumentação, mas ao invés do confronto ser belo de se apreciar, havia sentimentos negativos ali, tal como ódio e tristeza, os quais apesar de tudo, ainda podiam ser vistos como belo. Isso dependeria exatamente de quem fosse o expectador, e nesse caso, pela visão de Golgohat, aquela mensagem introduziu-se e chocou-se dentro de sua mente. O caído, outrora companheiro daquele grupo, permaneceu quieto e Kamuriel podia sentir a dúvida crescendo em seu irmão. Havia ódio e confusão dentro dele, mas não demorou muito e uma ação foi tomada.

Golgohat gritou, um grito de ódio e de desespero que rasgou a noite, espantando alguns pássaros que ali se encontravam entre as árvores. Após gritar, seus músculos se retesaram, e Golgohat pareceu desesperado, e por fim, após alguns segundos em que seu corpo sofria uma espécia de espasmo muscular, ele atacou. Golgohat foi tão rápido, que mesmo kamuriel, treinado para a batalha desde os tempos antigos, não viu o ataque acontecer. De repente, seu antigo irmão havia se jogado em cima de Kamuriel, jogando-o alguns metros para trás. E quando Kamuriel pôde perceber que havia sofrido o golpe, uma série de cipós provenientes das árvores o imobilizaram com tamanha força, que somente após alguns segundos Kamuriel poderia se mexer. E assim, restou o caído assistir o que acontecia naquele espaço de tempo.

Nos segundos que se passaram, todo o cenário mudou. Lhaylah e Golgohat se encaravam, e era certo que um ataque de Golgohat na caída a eliminaria ou causaria muito mais dano, algo que estava para acontecer, pois pelo modo como o corpo de Golgohat estava inclinado, um ataque seria desferido em breve. E no entanto, o fato de Golgohat preparar um ataque, deixava ele sem defesa para um ataque de Kamuriel. Já em relação a mudança na outra dupla, Galadiel e Origon, algo estranho acontecia. Origon havia revelado seu verdadeiro semblante, assim como o próprio Galadiel, ambos sendo um espectro vazio e decadente do passado. No entanto, o que eles faziam que se tratava da mudança, pois Origon e Galadiel duelavam, e o antigo líder estava prestar a ser derrotado por um poderoso golpe de Galadiel, o qual estava vulnerável a um ataque.

Kamuriel havia conseguido se soltar das amarras dos cipós, e teria um momento para tomar uma decisão, pois era impossível atuar nas duas frentes ao mesmo tempo.

Leia esse spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Kamuriel
Admin
Admin
Data de inscrição : 10/05/2017
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Sex Ago 11, 2017 11:51 pm


Tudo aconteceu muito rápido, Golgohat pareceu estar confuso e soltou um grito feroz, ele logo investiu tão rápido que Kamuriel não pode perceber e foi arremessado contra as árvores e cipós ficando logo preso pelas forças dos poderes do irmão Devorador. Kamuriel então viu que Golgohat ia para cima de Lhayla, o Caído tentava se soltar e sem muita enrolação ele com seus dentes afiados conseguiam alcançar um dos cipós rasgando-os facilmente, o que prendia seu braço esquerdo, com a outra mão livre ele rasgava os outros cipós que o prendiam e via que agora outros Caídos haviam liberado sua forma, apenas Lhayla que se demonstrava completamente despreparada para algo assim. Kamuriel só tinha uma escolha, ou impedir Golgohat, ou Galadiel, aquele maldito que iria sofrer nas mãos de Kamuriel, de um jeito ou de outro, sendo assim, Kamuriel resolve impedir os dois.

Com sua faca, Kamuriel mirava Galadiel e arremessava ela para acertar naquele maldito, só que, a trajetória da faca iria passar entre Golgohat e Lhayla, chamando a atenção dos dois para o próprio Kamuriel e impedindo Galadiel de agir com o golpe acertado. Quando tivesse a atenção de Golgohat e Lhayla, Kamuriel diria:

- GOLGOHAT! OLHE A SUA VOLTA, NÃO SOMOS O SEU INIMIGO, GALADIEL É!!! ESSE MALDITO TEM QUE SOFRER!!!

OFF: 1 se necessário 1 ponto de fdv para acertar galadiel com o arremesso de faca, caso não for necessário esse mesmo ponto de fdv vai pra mais uma tentativa de persuadir Golgohat.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Vinah
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 29/04/2017

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Seg Out 09, 2017 11:14 pm

Tudo aconteceu muito rápido, talvez devido a fraqueza que o corpo de Nora Vanger possuía em relação ao antigo corpo forte e glorioso de Kamuriel no passado. Era como se a casca de Nora fosse uma barreira, impedindo que o caído absorvesse tudo que acontecia ali a nível molecular. No entanto, nos padrões humanos e até levemente sobrenatural, a cena pôde muito bem ser captada. Primeiramente, a faca de Kamuriel foi arremessada com precisão, e passou rente a Golgohat e Lhaylah, provando um pouco da carne de seu antigo irmão Golgohat, fazendo com que um filete de sangue escuro escorre por sua pele remendada e pútrida. Isso impediu que Golgohat eliminasse Lhaylah, ou pelo menos o distraiu por tempo suficiente para que outras ações de Kamuriel pudessem ser feitas. No segundo momento, a faca lançada atingiu outro alvo, Galadiel, que agora havia se transformado e revelado sua verdadeira forma. Ela estava envolta em chamas, mas o fogo era quase negro, e ao invés de trazer luz, trazia a escuridão para o cenário. A faca atingiu as costas de Galadiel, impedindo que a mesma obliterasse Origon, pois o líder daquele grupo nunca conseguiria se defender ou mesmo desviar do golpe de Galadiel iria desferir, tamanho era a diferença de poder. No entanto, a dor e ódio que Galadiel manifestou após ser atingida pela faca, gerou um segundo de distração, e nesse mesmo segundo, Origon atacou com um soco potente na barriga de Galadiel, e a mesma foi lançada para dentro do lago.

Isso tudo aconteceu em poucos segundos, e o que veio a seguir foi mais intrigante e talvez mais inesperado que tudo. O corpo de Galadiel, ao se chocar na água do lago, se desfez, mas sua essência e seu poderia ainda podia ser sentido, mas a sensação de Kamuriel sentiu era como se Galadiel estivesse se afastando por decisão própria, e não sendo eliminada. Era um recuo, e certamente Galadiel seria vista em algum outro dia pelo grupo. Outro fato foi que, assim que Galadiel desapareceu do cenário, foi revelado vários cipós que amarravam o corpo de Golgohat, e os mesmo havia sido cortados pela lamina que Kamuriel havia lançado anteriormente. Por um golpe de sorte, Kamuriel havia atingido aqueles cipós que antes eram invisíveis. E com isso, Golgohat caiu ajoelhado, e imediatamente sua áurea de ódio se dissipou. Até mesmo seu semblante que era aterrorizador se suavizou, e sua pele rachada adquiriu um tom esverdeado e natural, mas ainda havia um certo tormento, talvez no mesmo grau que o do próprio Kamuriel.

Golgohat, ajoelhado e aparentemente muito cansado, disse enquanto arfava e lutava para respirar.

- Estou livre irmãos.- Disse ele, olhando primeiramente para Kamuriel e destinando um sorriso a ele, e logo depois aos outros caídos. - Pensei que quando eu saísse do abismo, encontraria qualquer coisa, menos a dor e a aflição novamente... mas isso acabou.. graças a vocês irmãos.- E assim, Golgohat se tornou novamente humano, um rapaz forte e jovem, e ele desabou sobre a terra, desmaiado pela dor e exaustão, mas ainda vivo, e certamente precisando de socorros e cuidados.

Compreendendo claramente essa cena, Origon deu voz ao que acontecia.

- Galadiel estava controlando e forçando Golgohat a nos atacar. De algum modo, Galadiel invocou Golgohat para a terra, e o trancafiou nesse lugar, pois sabia que se nós escapássemos do abismo, buscaríamos ou acabaríamos sendo atraídos por nosso irmão. Ela fez uma armadilha, e usou Golgohat contra nós. - Origon disse, revelando também que tinha conhecimento disso pois durante o rápido embate com Galadiel, eles haviam trocado pensamentos reveladores e cheios de ódio. - Galadiel passou a nos odiar, pois ao invés de trazermos a felicidade para a humanidade e até mesmo para ela, tudo que nós trouxemos fomos dor. Ela ficou presa no abismo remoendo esse fato, de que se não fossemos nós, ela ainda estaria no paraíso a serviço de Deus. Então ela nos atraiu aqui para nos destruir, e assim concluir sua vingança. - Ele fez uma pausa, deixando todos refletirem sobre aquilo. - E creio que ela não desistirá tão cedo.

E Origon caiu num silêncio profundo, perdido em suas próprias lembranças e reflexão. Pelo que Kamuriel conhecia de Origon, era claro que o líder havia sido muito afetado, pois a culpa de todos estarem em perigo, teoricamente havia sido dele (ao menos era o que Origon com certeza havia concluído). Enquanto isso, Lhaylah se aproximou de Golgohat, indicando que pretendia acudi-lo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Kamuriel
Admin
Admin
Data de inscrição : 10/05/2017
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Ter Out 10, 2017 10:51 pm

Tudo havia acontecido muito rápido, mas por mais que tudo fosse mais do que aparentava ser, o corpo de Nora que havia apenas revelado a forma original de Kamuriel conseguira captar o mínimo necessário e felizmente Kamuriel conseguiu evitar que ambos seus aliados fossem atacados por seus devidos adversários.

Origon chegou a virar o jogo e Golgohat sessou o golpe, logo o corpo de Galadiel, que estava emanando sua forma aterradora se desfez na água, mas não... Aquilo não seria o fim. Golgohat logo caía cansado e Kamuriel notava os vários cipós que misticamente controlavam Golgohat... Não esperava que seu irmão estivesse sendo controlado, na verdade pouco acreditaria nisso se alguém o dissesse, mas Kamuriel viu com seus próprios olhos então era essa a verdade e felizmente ele ficou contente em ver que seu irmão nunca esteve verdadeiramente contra ele, mas também não esperava que Galadiel tivesse se fortalecido tanto a ponto de dominar Golgohat, ou talvez apenas o pegou desprevenido.

Logo o corpo de Nora começava a se regenerar, como se toda aquela forma deformada fosse uma enorme cicatriz que aos poucos se curavam completamente até voltar ao corpo de uma menina de dezesseis para dezessete anos e suas roupas. O cabelo voltara a crescer e quando estivera no tamanho original no cabelo de Nora ganhara o tom loiro que era natural da hospedeira, e por fim seus olhos perdiam o brilho ciano voltando aos olhos humanos comuns, porém a expressão da garota ainda estava longe de crer que era verdadeiramente Nora que estava naquela forma.

A garota então se encaminhou até o lago e pegaria a sua faca se ela estivesse por lá, com uma das mãos no bolso do casaco de moletom e a outra do lado de fora (segurando a faca ou não), Kamuriel fitou a água, sua iris estava pequena e suas pupilas estavam bem alargadas, quem tivesse esse conhecimento, sabia que essa expressão do olho humano revelava a emoção sentida no momento pela pessoa, aquela reação do olho só significava uma coisa: ódio. Nora fitava com o olhar de Kamuriel o lago com um olhar assassino e repleto de escuridão.

- Pode correr... Mas não se esconder... E quando eu te achar...

A voz da menina dizia em tom quase sussurrado, uma voz fria e sem emoção, até essas ultimas palavras que eram carregadas de uma raiva contida.

-... Vai implorar pra voltar ao Abismo.

Nora perdeu mais alguns segundos observando o lago enquanto Origon falava suas conclusões da cena como um todo. Ao terminar, Kamuriel voltava ao grupo pondo a outra mão de volta nos bolsos da blusa de moletom e puxando o capuz da jaqueta de Nora e dava o seu parecer.

- O único culpado disso tudo é o próprio verme. Ele é um fraco, sempre foi um fraco, o Criador o fez assim e isso nunca vai mudar. Ele vacilou em sua crença na primeira vez, mudou de lado por que quis e depois que foi jogado no Abismo como todos se arrependeu, e agora bota a culpa em nós por ter fracassado como um Celestial e como um Rebelde? Ele é mais patético do que parecia e mais covarde do que qualquer falha humana. Não falemos mais o nome dele, temos que pegá-lo antes que ele nos pegue, ele viu nossos hospedeiros, temos que ter cuidado redobrado e caçá-lo como um cachorro até isso acabar. Não podemos expor a Alice, a família da Nora, os entes queridos da Claire e seja lá quem estiver ligado ao hospedeiro... Do Golgohat...

Kamuriel então olhava para o irmão, estava muito aliviado que o mesmo não esteve contra eles, por mais difícil que fora acreditar, mas agora Galadiel estava no topo da lista de Kamuriel e uma caçada até o fim iria se iniciar, tanto para proteger Nora e aqueles que ela amava, quanto ter o prazer de torturar Galadiel.

- Não temos mais nada a fazer aqui, eu acho...

Então se fossem para o carro, Nora procuraria nas roupas do hospedeiro de Golgohat, se tinha algum celular, alguma identificação que ajudasse eles a descobrirem quem era o hospedeiro e se havia algum contato de emergência dele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Vinah
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 29/04/2017

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Qua Out 18, 2017 8:30 pm

Os sentimentos de Kamuriel no momento podiam ser sentidos por todos, mesmo no corpo da frágil Nora, o lado sobrenatural de Kamuriel podia ser observado. Os olhos de Nora refletiam a escuridão de uma ira profunda, uma ira que em breve poderia ser despertada com uma possível caçada a Galadiel. Mais do que nunca, esse sentimento se acumulava dentro do caído, e certamente quando a frágil barreira se rompesse, a ira de Kamuriel teria um potencial enorme de poder.

Enquanto os sentimentos e as conclusões do encontro com Galadiel eram sentidas, a cena continuou a se desenrolar. Nora conseguiu recuperar a sua faca, e logo depois o grupo levou Golgohat até o carro, o qual ainda estava inconsciente devido a intensa batalha. Nora Vanger conseguiu encontrar algo nas roupas de Golgohat, e o documento encontrado era velho e estava em péssimo estado de conservação. Era um documento do exército dos Estado Unidos, especificamente do batalhão de infantaria, cuja data de registro revelava que o documento havia sido emitido durante a segunda guerra mundial. O documento era referente a uma premiação ao tentente Alex Riverstorm pelo desempenho no campo de batalha.

Foi Origon quem quebrou o silencio, e deu voz a seu pensamento.

- Creio que essa noite está encerrada, não devemos mais no arriscar, pois não sabemos qual será o próximo passo do nosso inimigo. Além disso, Golgohat precisa de cuidados, e creio que Alice pode ajudar a amenizar a dor de nosso irmão, ou ao menos ajudar em sua recuperação. Amanhã nós iremos nos encontrar na casa de shows, e irei informar a vocês o nosso próximo passo. Está mais do que na hora de vocês conseguirem controlar mais os seus poderes, e além disso, se fortalecerem para estarmos pronto para um possível confronto. Tenho algumas coisas a dizer, mas tudo que resta hoje é dar um descanso ao nosso irmão.

Johnny então olhou para Nora, acenando com a cabeça em despedida e dizendo sem palavras que a noite estava encerrada. Naquele momento, Johnny não se assemelhava ao jeito humano brincalhão que ele costumava ser, mas havia nele um certo peso, um peso que somente um caído poderia suportar. De alguma forma, mesmo agora transvestidos com seus hospedeiros, a medida que o tempo passava, mais a vida antiga parecia influenciar o grupo, e certamente aquilo deixava claro que a nova fase como um caído seria uma experiência única, com novos desafios a ser superados. Johnny também se despediu de Claire, e assim que o fez, carregou o corpo de Golgohat até seu veículo, e então partiu rumo a sua casa e a Alice, para obter os procedimentos necessários para a saúde de Golgohat.

Restou a Claire e Nora decidir o que fazer com o fim da noite, até que a reunião de Origon finalmente chegasse.

Leia-me:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Kamuriel
Admin
Admin
Data de inscrição : 10/05/2017
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Qua Out 18, 2017 9:17 pm

Origon escreveu:
- Creio que essa noite está encerrada, não devemos mais no arriscar, pois não sabemos qual será o próximo passo do nosso inimigo. Além disso, Golgohat precisa de cuidados, e creio que Alice pode ajudar a amenizar a dor de nosso irmão, ou ao menos ajudar em sua recuperação. Amanhã nós iremos nos encontrar na casa de shows, e irei informar a vocês o nosso próximo passo. Está mais do que na hora de vocês conseguirem controlar mais os seus poderes, e além disso, se fortalecerem para estarmos pronto para um possível confronto. Tenho algumas coisas a dizer, mas tudo que resta hoje é dar um descanso ao nosso irmão.

Nora assentia para Johnnya, o mesmo tempo que Kamuriel assentia para Origon, por agora Johnny não podia fazer nada... Mas Nora sim podia... Podia e iria conseguir aliados... De uma forma que Nora jamais concordaria, mas não se tratava do que Nora queria, se tratava do que precisava ser feito. Galadiel estava em desvantagem, ele precisaria expandir sua influência e poder, Kamuriel faria o mesmo da forma que pudesse, e uma das melhores formas por agora era... Tirando pesos mortos e os transformando em úteis para alguma coisa.

Novamente... Nora desaprovaria aquilo claramente, mas Nora não estava no comando, ela não entendia o que era a batalha, não entendia o que era a guerra, ela não devia se intrometer nesse assunto e não iria.

Kamuriel apenas pediu para Origon, que estava em uma seriedade semelhante à da Inspiração da Noite, deixar Nora na casa de Niccolly. Kamuriel não falaria a Origon, mas era hora de transformar Nicolly em sua soldado, vestindo a máscara de ainda ser Nora no final das contas, o que não era totalmente mentira, daria a ela habilidades marciais para saber ser uma combatente e Kamuriel ter mais fé que pudesse se recuperar, era isso que precisaria. Com Nick sabendo se virar e sabendo da condição de Nora, ficaria mais fácil protegê-la, ficar escondendo sua condição dava trabalho e Nick era fiel o suficiente à Nora para também ser leal à Kamuriel, mesmo que ela não soubesse. Novamente, Nora era totalmente contra, mas Nora não conhecia a guerra, e isso era guerra.

No caminho, Nora apenas disse mandou uma mensagem à Selene dizendo que ia dormir na casa de Nick aquela noite, que estava bem e que não a esperasse. Então quando estivesse sozinha com Nick, ia começar a ter aquela conversa... Revelaria o que era a Nicolly, diria qual era a situação, podia ser dificil, mas teria que tirar o peso morto que podia e convertê-lo em vantagem.

- Nick... Tem algo que... Eu preciso te falar... Mas antes eu preciso que você me responda uma coisa, da forma mais verdadeira e sincera: Você confia em mim?


Nora dizia de forma doce, e àquela altura o ódio e o ressentimento com Galadiel iam diminuindo o suficiente à medida que Nick estava cada vez mais próxima. Kamuriel logo pensara em voltar atrás, ser Nora novamente tirava toda aquela euforia da guerra e o fazia sentir-se tentado a ser apenas Nora, mas ele não podia fraquejar agora, era a melhor maneira de proteger Niccolly, tirar uma desvantagem e transformá-la em vantagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Vinah
Lammasu
Lammasu
Data de inscrição : 29/04/2017

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Qua Out 18, 2017 9:56 pm

Após despedir-se de Johnny e logo depois de Claire, o tempo passou de uma forma estranha. A conversa com Selene foi rápida, e pareceu algo insosso e sem sentido. Era como se o corpo de Nora ansiasse por encontrar Nick, talvez para sentir o amor de perto ou então para protege-la de Kamuriel. Havia uma tensão maior, e ela só foi dissipada quando Nora Vanger se encontrava abrindo a porta do quarto de Nick.

A porta se moveu silenciosamente, e a medida em que ela se abria, Nora Vanger conseguiu ver Nick deitada em sua cama. Ela estava apenas com um short fino e curto, revelando boa parte de suas pernas, e vestia um pijama com alguns pontos vermelhos espalhados aleatoriamente. A beleza de Nick era incontestável, Nora poderia ficar ali por bastante tempo apreciando aquela visão. Nick estava distraída assistindo um filme, o qual Nora reconheceu seu "Crepúsculo", um filme onde o personagem principal era um vampiro que estava apaixonado por uma humana. Nick parecia bem imersa no filme, mas em certo momento, ela olhou de relance para a porta, e então arregalou o olho e deu um salto da cama.

O salto que Nick deu não foi em direção a Nora, mas sim para a TV, e rapidamente ela mudou o canal, o qual agora exibia um programa de sobrevivência na selva. Nick então olhou para Nora, e seu rosto corou por alguns momentos.

- Ahhh... eu estava distraída... estava quase dormindo! - Ela riu, e logo tratou de mudar de assunto. - Horário estranho para me ver, mas eu adorei que você tenha vindo para cá.

Então iniciou-se uma breve conversa, e logo quando surgiu a oportunidade, Nora disse:

- Nick... Tem algo que... Eu preciso te falar... Mas antes eu preciso que você me responda uma coisa, da forma mais verdadeira e sincera: Você confia em mim?

Nick respondeu intrigada, tentando compreender do que se tratava.

- É claro que eu confio em você, isso não é nem pergunta que se faça, ouviu? - Ela botou a mão no queixo, coçou e depois tocou as mãos de Nora Vanger. - O que aconteceu Nora? Foi algo com sua mãe? Algo que você fez? - Ela tentou retirar informações de Nora, tentou obter sinais que poderiam responder a sua pergunta antes que Nora as proferisse. - Estou começando a ficar preocupada, o que aconteceu Nora... Não me diga que você me tra.... - As palavras ficaram presas na garganta de Nick, e seu estado de espírito foi da alegria para a tristeza em um segundo. Se Kamuriel fora reconhecido por ser o semblante da própria ira e de conseguir incorporar as emoções alheias, agora Nick estava começando a se tornar o próprio semblante da tristeza, uma vez que em sua cabeça diversos pensamentos sobre a resposta era formulado, e todos pareciam, devido ao semblante de Nick, serem tristes.

Nick então esperou, olhando para Nora e tocando em sua mão enquanto a resposta não era dita.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
avatar
Kamuriel
Admin
Admin
Data de inscrição : 10/05/2017
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   Qui Out 19, 2017 12:43 pm

Quando Nora adentrou não intencionalmente em silêncio no quarto a primeira coisa que viu foi o corpo sensual da sua garota. Imediatamente, vendo-a naqueles shortes curtos, as pernas bem delineadas fizeram o instinto sexual aflorar e logo Nick percebia que não estava mais sozinha e na vergonha de estar assistindo um filme piegas e modinha, trocou imediatamente num pulo. Nora deu uma risada e disse:

- Nem se preocupa, não era pra TV que eu estava olhando...

E esboçou um sorriso malicioso, mas logo ele se desfez e Nora pôs-se a sentar pois agora precisava fazer algo que, sem o fogo da luta, Kamuriel estava prestes a se arrepender, mas a conversa já se iniciara e agora precisava ser findada, a decisão fora tomada, aquela era a melhor escolha, por mais que não fosse moralmente melhor.

Nick já mostrava tirar conclusões precipitadas, via a amada de Nora tremer e entristecer imaginando coisas. Nora imediatamente se inclinou e pegou no rosto de Nick fitando-as no seu.

- Não não, Nick, para com isso... Eu jamais faria isso, nunca. Você é unica pra mim, nunca existiu ninguem mais e nunca vai existir.

E então ela solta o rosto da namorada e continua desviando o olhar brevemente, mostrando um pesar no que iria contar.

- O que eu preciso te contar é outra coisa e não sei se você vai me olhar da mesma forma depois disso... Por isso eu preciso que confie em mim.

Após a resposta de Nicolly, Nora se levantaria, fecharia as janelas e trancaria as portas, confirmaria se o local estaria isolado para mostrar à Nick, mas primeiro precisava prepará-la.

Nora tirava o capuz da blusa de moletom para deixar seu rosto mais à mostra e iniciava com um nervosismo grande e evidente de quem realmente ia falar algo grande.

- Você deve ter percebido que minha vida mudou bastante de uns poucos dias pra cá, você sabe... Com todo aquele lance do Arthur eu tava muito pra baixo e... Eu estava desesperada... Não era algo que alguém podia me ajudar, ninguem podia me ajudar com isso, eu tava no fundo do poço. Eu inclusive... Já pensei muitas vezes em suicidio... Já tive as giletes em mãos mas não tive coragem de continuar, já tive os remédios mas também tive medo de que falhasse ou doesse muito.

Ela dava uma pausa e continua

- Quando eu finalmente botei o Arthur na linha... Eu... Menti pra você. Eu não botei Arthur na linha, nunca teria conseguido nem com as aulas do Johnny. Outra pessoa botou: Kamuriel.

- Kamuriel é... Bem, como eu posso explicar... Um "amigo", que tem me ajudado e muito... Em diversos assuntos e ele me ajudou a melhorar, me ajudou a botar minha vida no eixo. Você vê, eu melhorei... Você sabe como eu era tímida, como me faltava confiança em tudo e como eu tava deprimida e agora eu sinto como se o mundo fosse incapaz de me parar!

- Olha vai parecer loucura, mas Kamuriel não é um amigo convencional, não é como se eu tivesse o conhecido no ônibus, embora nos conhecemos na rua, de fato. Ele me escolheu, porque ele precisa de mim, e eu preciso dele. Eu quero te apresentar à ele, agora, nesse momento, ele tem algo importante pra falar pra você, nós dois temos, e eu quero que você me perdoe por não te mostrar antes, o que o que quero te mostrar agora, eu só queria te proteger de algo que podia ser perigoso, mas que agora eu... Não... digo... Nós, Kamuriel e eu, sabemos que é mais seguro se você souber.

Ela então, se mantendo na frente de Nick espera sua reação e se ela não pirasse ou a impedisse de continuar, Nora diria:

- Vou te apresentar a Kamuriel agora, o que você vai ver é algo que nem eu mesma acreditaria até a alguns dias atrás, mas é real. Preciso que você confie em mim e que você se mantenha calma, nós jamais iriamos te machucar, e também... Tenha cuidado com a reação, seus pais não podem tentar entrar aqui, não porque é perigoso pra eles, mas seria desastroso se eles vissem o que eu quero que você veja. Nós temos algo pra te falar, precisamos que você escute com atenção. Está pronta?

E assim Nora esperaria a resposta de Nicolly
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


MensagemAssunto: Re: Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Resquícios da Ira - Kamuriel / Nora Vanger
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Resquícios do Fim, os espólios de Elyon Kameroth (continuação)
» Resquícios do Fim, os espólios de Elyon Kameroth
» Resquícios da Lembrança de Um Desejo de Vingança (Crônica Oficial)
» Auspícios
» Ficha de Nora Grey

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Entre Anjos e Demônios :: Narrativas :: Contos Aleatórios (Side Quests)-
Ir para: